Início > Uncategorized > PEC – Podemos Encomendar Carros

PEC – Podemos Encomendar Carros

Este país, pelos menos enquanto a memória me consegue obter alguns dados, nunca foi, digamos, normal. Não, porque sempre houve decisões por parte de quem gere isto que não têm um fio condutor lógico que se justifique. E é uma prática recorrente, pois todos os anos, independentemente dos partidos que estejam ou não no poder, há sempre situações em que um gajo pensa “Mas que merda é esta!?” E, como não podia deixar de ser, agora há mais uma.

Então não é que os senhores que o povo elegeu decidiram que os carrinhos em que andavam estavam velhos? Eu quanto a vós não sei, mas o meu pai andou com um carro quase vinte anos. E não morreu. E estes senhores quando enchem o cinzeiro daqueles em que viajam, já querem comprar um novo, com um cinzeiro vazio e aquele cheirinho a plástico virgem. Assim não vamos lá! Em dois anos autorizam a compra de 922 carros! Se as máquinas adquiridas fossem vários Renault Clio, Peugeot 207 ou uns Seat Ibiza, pronto, ainda se tolerava. Agora despejar os cofres do Estado em função de carros de alta cilindrada para se passearem pelo país, é ultrajante. Agora, se os carros adquiridos, fossem para melhor equipar as forças de segurança, tinham todo o meu apoio. Mas eu continuo a ver carros de patrulha policial a cair aos bocados. Continuo a ver polícias a evitar intervir em alguma coisa, pois se tiverem um acidente de viação, quem paga tudo é o militar/agente. Não é o Ministério da Administração Interna. Aliás, esse nem as fardas paga aos polícias.

Ou seja, o nosso país parece saído directamente de um episódio de Monty Python, tal é a demência evidenciada. Qual é a moral que o Estado tem para me pedir a mim, contribuinte, para poupar e pagar mais impostos, quando eles nem sabem gerir uma banca de venda de tremoços?

Mas a Vida segue em frente. Eu continuarei a pagar (cada vez mais) impostos e a receber o mesmo ordenado, enquanto estes ditos “senhores” se passeiam nos melhores carros que encontram, pagos por quem trabalha, brincam às gestões, e no fim, deixam a política com uma brutal reforma referente ao cargo de poder que tiverem num qualquer Governo. Enquanto continuaremos a assistir às demais situações de pessoa que trabalharam uma Vida toda, e o Estado apenas lhes dá €200 ou €300 por mês. Porque o resto está nos carros, ou nas reformas de quem, muitas vezes, não merece.

  1. Ghost
    30 Julho, 2010 às 05:28

    O meu popó já tem 20 aninhos e ainda esta ai para as curvas. xD

    Agora mais a serio isto é literalmente gozar com a cara dos portugueses, então
    é pra isto que se paga impostos? Para eles andarem na vida airada de carrinho novo

  2. esponjinha ^^
    2 Agosto, 2010 às 22:35

    E tentares publicar isto num jornal não? Eu acho que devias arranjar um espacinho no região de cister para estes textos cheios de verdade e sentido critico que é bem preciso! E olha que não estou a gozar :p

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: